Prefeito Duca Bonilha e equipe de enfrentamento ao coronavírus participa de live sobre pronunciamentos do governo estadual

No final da manhã de hoje (6), o prefeito Duca Bonilha e parte da equipe de enfrenteamento a coivid-19 do município, se reuniram para live de pronunciamento do Governo Estadual dirigidas aos prefeitos paulistas.

   

O governador João Doria (PSDB) declarou os 645 prefeitos que tomaram posse no último dia 1º os detalhes do plano de vacinação contra Covid-19 no estado de São Paulo.

Antes de apresentar o plano, Doria fez um pronunciamento sobre situação da pandemia no país e admitiu que a segunda onda está em curso no Brasil.

“A segunda onda da Covid-19, infelizmente, chegou ao Brasil e chegou ao mundo. Nós não tínhamos essa expectativa até outubro do ano passado, mas, lamentavelmente, São Paulo e Brasil estão vivendo uma segunda onda desse vírus”, iniciou o governador. “O fácil é não fazer, o fácil é deixar de agir. O difícil é ter atitude, é fazer, é defender, é proteger vidas”, afirmou Doria aos prefeitos. “Esse ano de 2021 será muito mais difícil do que nós imaginávamos em outubro passado.” De acordo com o governador, todo o estado será vacinado até o final de 2021. Doria não deu mais detalhes sobre a afirmação.

Em seguida, o secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jean Carlo Gorinchteyn, detalhou o plano de vacinação, que será iniciado em 25 de janeiro. A primeira fase contemplará trabalhadores da área da saúde, quilombolas, indígenas e a população idade superior a 60 anos.

Tabela de imunização por faixa etária:

Segundo Gorinchteyn, 9 milhões de pessoas serão vacinadas até 28 de março. Cada pessoa receberá 2 doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac e o Instituto Butantan, intervaladas em 21 dias. A primeira fase será organizada por faixas etárias.

Fonte Assessoria de Imprensa com informações da rádio Jovem Pan